sábado, 8 de outubro de 2011

Grupo carbonilo

O grupo carbonilo é caracterizado pela presença de um átomo de oxigénio ligado covalente através de uma ligação dupla a um átomo de carbono. Consoante a sua posição dentro da molécula da qual faz parte pode chamar-se grupo aldeído ou grupo cetona. O primeiro diz respeito aos grupos carbonilo que se encontram localizados na extremidade da molécula, ou seja, apenas engloba os grupos localizados no primeiro ou no último carbono da molécula. O grupo cetona refere-se a um grupo carbonilo que se encontra numa posição interna dentro da molécula. Se o grupo presente for um aldeído, o nome da molécula termina com o sufixo “al”. Se for uma cetona, termina com “ona”.

O oxigénio é muito mais electronegativo do que o carbono, o que faz com que o grupo carbonilo apresente uma elevada polaridade. Ao ser mais electronegativo, o oxigénio tem tendência a deslocalizar a nuvem electrónica puxando-a para si. Como consequência, o carbono apresenta carga parcial positiva e o oxigénio carga parcial negativa.
Finalmente, convém também referir que o termo “carbonilo” pode também ser aplicado ao monóxido de carbono, quando funciona como um ligando num complexo inorgânico ou organometálico.
Na análise da composição das moléculas, o grupo carbonilo pode ser identificado através de espectroscopia de infravermelhos (absorve aproximadamente entre 1600-1900 cm-1) ou ressonância magnética nuclear (cerca de 160-220 ppm).

Sem comentários:

Enviar um comentário